A tensão que está no ar e nas ruas do Brasil

16/11/2016 19:28

Este 16 de novembro de 2016 foi um dia tenso em todo o Brasil.

Na Câmara dos Deputados, em Brasília, invadida por uma horda de ignorantes e inconsequentes, a pedir a volta dos militares e a gritar elogios a Sérgio Moro...

Nas ruas do Rio de Janeiro, num tenso protesto contra o arrocho salarial pretendido pelo governo daquele Estado contra os funcionários públicos...

No plenário do Supremo Tribunal Federal, em Brasília, onde os ministros Lewandowski e Mendes se confrontaram sem meias palavras...

No Senado, também em Brasília, onde Roberto Requião declarou veemente rejeição à impunidade pretendida por procuradores e juízes, que querem se transformar em cidadãos intocáveis...

Pois é, senhores e senhoras, foi esta caixa de Pandora que se permitiu fosse aberta, no Brasil — a dos confrontos abertos, selvagens e crescentes.

Agora, aguentem.

Aguentemos nós, principalmente, porque a merda apenas começou a jorrar das fossas da República.

 

LEIA, ainda:

Temos de ir ao fundo do poço

Uma ignorância monstruosa está no controle