Retrato da paisagem brasileira - II

07/02/2017 10:36

Parabéns, Temer!

Você está no caminho certo! E falta pouco!

A História um dia há de reconhecer a importância desta sua desastrada (ou seria criminosa?) passagem pela Presidência do nosso País.

Marquem estes anos, senhoras e senhores: 2015, 2016, 2017 e, quem sabe?, 2018...

Marquem, porque estes são os estertores de uma imensa mentira que se convencionou chamar de República Federativa do Brasil.

Afinal, nunca tivemos por completo um governo voltado aos interesses de todos, não é? Nem mesmo sob o comando do Partido dos Trabalhadores.

Marquem, portanto, estes momentos singulares que estamos a viver, como diriam os portugueses, pois as peças de um grande jogo se movimentam céleres bem diante dos nossos olhos, à luz clara do dia.

E estes são os lances derradeiros. O fim de um longo ciclo iniciado há mais de 500 anos.

O executor-mor desta tarefa — o "fantoche", como definiu Dilma, outro dia — é Temer.

Ele talvez não se aperceba disso, mas a verdade verdadeira é que Temer foi o 'escolhido' para este papel bastardo e não há como a ele se negar. Sua infinita vaidade não lhe permite.

Cumpra o seu dever, Michel Miguel Elias Temer Lulia!

O Brasil precisa de você.

Alguém, afinal, precisa fazer o derradeiro serviço sujo.